A coisa mais indispensável a um homem é reconhecer o uso que deve fazer do seu próprio conhecimento.
- Platão -

Posts Recentes!

equoterapia

Equoterapia: O que é? Qual profissional trabalha nessa modalidade?

Você já ouviu falar na equoterapia? Ela corresponde a um tipo de terapia que se utiliza de cavalos como parte da própria sessão e também do tratamento. Além disso, ela ocorre ao ar livre e, portanto, permite que o paciente tenha contato com a natureza durante as sessões, sendo um tratamento diferenciado e especial.

Essa especialidade terapêutica é multidisciplinar, ou seja, envolve diversos profissionais diferentes. Além disso, ela se diferencia por fazer uso da equitação como forma de desenvolvimento do paciente. Aliás, ela pode ser aplicada tanto para questões psíquicas quanto físicas e vem ganhando cada vez mais espaço dentre as terapias.

equoterapia

NÃO PERCA: Bolsas com a Nota do Enem na Estácio de Sá

Abaixo, confira como funciona essa modalidade terapêutica multidisciplinar e quem são os profissionais que podem trabalhar com a equoterapia!

Equoterapia: Como funciona?

Esse tipo de terapia também é conhecido como equoterapia e hipoterapia. Ela se caracteriza pelo uso de cavalos e da equitação com a finalidade terapêutica de desenvolvimento motor e mental. Além disso, ela também possui natureza educacional que se utiliza do cavalo em uma abordagem diferenciada.

É por isso que se considera que a terapia feita com o auxílio de animais eqüinos está relacionada às áreas da saúde e educação, bem como ao desenvolvimento biopsicossocial. Ela é exercida por diversos profissionais da equoterapia devidamente especializados para tal:

  • Fonoaudiólogos;
  • Fisioterapeutas;
  • Pedagogos;
  • Psicólogos;
  • Médicos;
  • Terapeutas ocupacionais;
  • Veterinários, entre outros.

Dentre os pacientes que mais se utilizam da equoterapia e dos seus benefícios estão pessoas diagnosticadas com paralisia cerebral, autismo e problemas físicos e emocionais. Também, pessoas que estão em recuperação de infarto e acidentes vasculares podem ter indicação para realização desse tipo de tratamento.

Na prática, tem-se que a terapia combina o trabalho de profissionais de diversas áreas ao uso dos cavalos. Assim, conseguem aumentar a interação com o paciente. Para exemplificar, dentre as melhorias relatadas pelo uso desse método terapêutico estão:

  • Desenvolvimento de maior afeição por animais e pessoas;
  • Perda do medo de animais;
  • Melhoria na postura;
  • Desenvolvimento motor dos membros inferiores e superiores;
  • Melhoria na comunicação, entre outros.

São visíveis os benefícios da equoterapia aos pacientes, tanto que uma lei reconheceu a utilização dela para tratamento de pessoas com deficiência. Trata-se da Lei 13.830/2019 que regulamenta a terapia com cavalos.

Segundo a lei, esse tipo de prática de reabilitação deve ser exercida por uma equipe multiprofissional. Portanto, deve incluir necessariamente médico, médico veterinário e os demais profissionais necessários ao tratamento específico, como o fisioterapeuta caso a necessidade seja motora e assim por diante.

equoterapia

Quem pode trabalhar com equoterapia?

Conforme já citado acima são diversos os profissionais que podem prestar serviços que incluem a terapia com o auxílio de cavalos em campo e da equitação. Contudo, em todos os casos há exigência de que o profissional seja especializado nessa modalidade terapêutica.

Ou seja, não basta o diploma em fisioterapia ou psicologia, por exemplo, sendo indispensável a realização de uma especialização na área como pós-graduação. Além disso, os profissionais precisam obter alvará específico para aplicar as atividades terapêuticas que fazem uso da equoterapia.

Conheça um pouco mais da rotina dos profissionais que trabalham com a terapia que envolve cavalos

Separamos algumas das principais atividades e atendimentos feitos pelos profissionais que aplicam a terapia que aplica a presença de animais e equitação para seus tratamentos.

Psicólogos

Esse profissional pode atuar aplicando conceitos da equoterapia para diversos fins. É necessária a graduação em Psicologia com especialização na área terapêutica que envolve o uso de eqüinos.

Suas atividades levarão em consideração aspectos cognitivos, emocionais e comportamentais. Nesse caso, a terapia junto à natureza pode ser utilizada com pessoas com deficiência intelectual e motora e também para pacientes com problemas de desenvolvimento social, dentre várias outras possibilidades.

Fisioterapeutas

Os fisioterapeutas também podem trabalhar com equoterapia. Nesse caso, novamente, é necessária a especialização na área terapêutica além da obtenção do diploma de graduação em Fisioterapia.

Com o uso desse formato de terapia eles podem auxiliar os pacientes de diversas maneiras. A melhoria das funções biomecânicas e distúrbios cinético-funcionais são apenas algumas das aplicações da fisioterapia nesses casos.

Além disso, são diversos os relatos da melhoria do desenvolvimento de movimentos de membros e da postura de pacientes que realizam equoterapia relacionada à fisioterapia. Dessa maneira, essa acaba sendo uma das modalidades mais procuradas dentro da terapia diferenciada pelo uso de eqüinos.

Profissionais da equitação

Ainda, envolvendo esse tipo de terapia a equitação seria impossível ela ocorrer sem a presença de um profissional dela. Ele é responsável por garantir a segurança do paciente durante o tempo em que estiver montado no cavalo.

Além disso, ele é o responsável por treinar os animais e escolher aqueles que são mais hábeis para a participação na sessão terapêutica. Essa escolha é importante mediante a necessidade do animal aceitar o contato humano e por demonstrar a calma necessária para isso.

Três coisas devem ser feitas por um juiz: ouvir atentamente, considerar sobriamente e decidir imparcialmente.
- Sócrates -